App: quais os desafios para se tornar um desenvolver de aplicativo?

Conheça mais deste mercado que cresce cada vez mais no Brasil

Desde o surgimento da internet, a maioria das inovações tecnológicas tem se pautado e utilizado a rede para facilitar e potencializar o acesso pelos consumidores. A partir do momento em que o telefone celular entrou no mercado, o que ocorreu por volta de 1970, agregou funcionalidades e inovações ano após ano. Logo, os celulares comuns deram lugar aos smartphones, comumente conhecidos como telefones inteligentes.

Estes aparelhos entraram no mercado em 2007 pela Apple e em 2008 pelo Google e, desde então, estão em constante aperfeiçoamento. O grande impacto nessa evolução foi a quantidade de ferramentas que estes aparelhos passaram a oferecer ao consumidor, alçando um local de quase “indispensabilidade” no dia a dia.

Essa enorme gama de funções dos celulares só passou a ser possível, principalmente, por um fator: a intensidade de lançamentos e atualizações de novos aplicativos praticamente todos os dias.

Mais conhecidos como ‘apps’, os aplicativos tiveram sua popularização diretamente vinculada ao aprimoramento dos smartphones, o que ocorreu no início da década de 2000.

Hoje, existem aplicativos para todos os tipos de interesses, necessidades e finalidades. Há aplicativos voltados para a oferta de serviços, informações, comunicação e entretenimento. Além disso dentro de cada uma dessas áreas, as possibilidades são infinitas.

Apesar das facilidades oferecidas pelos aplicativos, o que muita gente desconhece são os desafios que existem para se criar uma destas ferramentas e é aí que entram os chamados desenvolvedores de aplicativos.

Mas é fácil desenvolver um aplicativo?

Bem, para desempenhar esta função é necessário conhecer as estruturas e os protocolos dos sistemas operacionais para os quais irá desenvolver os chamados apps.

Atualmente, o foco maior do mercado está no desenvolvimento para Android e iOS. Enquanto para o primeiro, a linguagem mais importante a ser aprendida é Java, um tipo de programação orientada a objetos, para o segundo o produto da Apple, é preciso saber programar em Objective-C e Swift, a última criada pela própria empresa de tecnologia.

Outro desafio para os desenvolvedores de aplicativos é que o profissional vai se deparar com muito material teórico em inglês. A língua inglesa também é o padrão para os termos técnicos utilizados no dia a dia. Além disso, o desenvolvedor fluente no idioma consegue expandir seu público ao criar um produto aplicável para diversos países.

Com o avanço dos equipamentos, a tendência é que no futuro novos dispositivos móveis com diferentes sistemas operacionais sejam lançados no mercado. Por isso, o desenvolvedor deve estar sempre atrás de especializações  na área de programação para estar de acordo com as especificações pedidas para poder desempenhar a função.

Perfil e características do desenvolvedor de aplicativos

Se você acha que leva jeito para ingressar neste mercado, apesar de ainda não ter ideia por onde começar, é bom saber que o perfil desejado geralmente inclui:

  • Raciocínio lógico e capacidade analítica;
  • Código organizado e responsivo;
  • Saber se comunicar e trabalhar bem em equipe;
  • Multitasking;
  • Proatividade e iniciativa;
  • Zelo com a qualidade do produto;
  • Lidar bem com prazos e metas;
  • Capacidade de analisar e resolver problemas de forma eficaz;
  • Vontade de aprender e se aperfeiçoar;
  • Excelente lógica de programação;
  • Capacidade de organização;

Embora não seja obrigatório, muitas empresas apontam como diferenciais graduação em Ciência da Computação, Matemática, Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou áreas correlatas. Destaca-se também noções de SEO, Google Analytics e outras linguagens compatíveis com mobile.

Caso estas informações já o tenha deixado interessado a ingressar neste mercado uma última informação talvez seja o empurrãozinho que você precisa para se tornar um desenvolvedor de aplicativos: ao iniciar a carreira o salário gira em torno de R$ 1.500 a R$ 2.500 reais. Já os mais experientes ou que estão em grandes empresas podem ganhar cerca de R$ 7.500. Nada mau, não é?

Caso você seja empresário ou autônomo e tenha o interesse de ter o seu próprio aplicativo, contate a Tec4you!

Por meio do endereço https://www.tec4you.com.br/sites/ ou ainda pelo telefone: (11) 3529-0906.