Vendas no e-commerce crescem 41% em 2020 com faturamento de R$ 87,4 bilhões

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (25) pelo Webshoppers 43 Ebit-Nielsen, no ano da pandemia, as vendas online no País deram um galope e atingiram R$ 87,4 bilhões, com crescimento de 41% em relação ao ano anterior.

Este foi o maior avanço desde 2007. Além disso, a título de comparação, em 2018, o crescimento do comércio online havia sido 12% enquanto que em 2019, foi de 16%.

Já a alta na quantidade de pedidos de 30%, que atingiu 194 milhões de compras em 2020, foi a principal alavanca do varejo online.

A parcela de pedidos com frete grátis atingiu a marca de 43% de todos os produtos vendidos o que fez deste outro fator responsável pelo impulsionamento das vendas de acordo com o levantamento.

Outros dados da pesquisa

Ainda de acordo com o levantamento produzida pelo Webshoppers 43 Ebit-Nielsen, 55,1% das vendas ocorreram por meio de dispositivos móveis o que representa um avanço de 79% em relação a 2019 em valor.

Em número de pedidos, o crescimento das transações usando um aparelho de telefone celular foi de 56%, totalizando 106,6 milhões de transações em 2020.

Apesar de muitas empresas se verem obrigadas a migrar para o varejo online devido a pandemia e ao distanciamento social, o maior número de transações ficou mesmo concentrado nas lojas de departamento, que responderam por 84,3% de todo o faturamento.

Para o head de e-commerce da consultoria, Marcelo Osanai, o resultado mostra que, com a pandemia, o comércio online deixou de ser algo restrito passando a ser uma realidade no Brasil e fez com que o processo de interiorização do e-commerce fosse acelerado.

“O brasileiro mostrou estar totalmente ambientado com as compras online, esse processo amadureceu de maneira muito rápida por causa da pandemia”, afirmou Osanai.

O Sudeste foi a região que deteve mais da metade das vendas (52%) em valor do e-commerce no ano passado enquanto que o Nordeste dobrou a sua participação, saltando dos 18,5% em 2019 para 31,7% em 2020.

Uma curiosidade da pesquisa aponta que sites de busca e as redes sociais são o principal caminho para se iniciar as compras de produtos.

Para artigos de Casa&Decoração, por exemplo, ambos canais são o início de 55% de todas as vendas; já para Roupas e Calçados, são 44%; seguido por Perfumaria, 38%; Petshop (33%); e Farmácias (30%).

Tec4you pode ter a opção de e-commerce ideal para sua empresa ou negócio

Os números apresentados pela pesquisa, elaborada pelo  Webshoppers 43 Ebit-Nielsen reforçam, mais uma vez, a importância de se contar com um e-commerce nos dias atuais.

Apesar das vacinas serem desenvolvidas e aplicadas em uma escala cada vez maior, ainda é cedo prever quando toda a população será efetivamente imunizada.

Desta forma, é pertinente frisar que, em função deste cenário, o distanciamento social ainda se fará necessário e isso certamente deverá acarretar na continuidade e no crescimento do consumo on-line.

Para quem possui uma empresa ou negócio e ainda não conta com um e-commerce a hora de se contar com essa importante ferramenta de vendas é agora!

Se é de um e-commerce que você precisa seja para uma plataforma simples ou mais elaborada acesse  www.tec4you.com.br/sites/ ou entre em contato no Whatsapp pelo (11) 95067-8051!